Estatística

Codigo contadorweb.com ver. 5.3 -->

sábado, 1 de outubro de 2016

Eleições de 2016





Amanhã, o eleitor brasileiro estará participando de mais um pleito eleitoral, escolhendo o Prefeito de seu município e os vereadores que legislarão por um mandado de quatro anos, sendo o primeiro turno e o segundo turno acontecerá no dia 30 de outubro do corrente ano.


Em Belém, temos 1.043.219 eleitores que poderão eleger seus representantes. Para prefeito temos nove candidatos, que são os seguintes: Regina Barata (Partido dos Trabalhadores – PT), Úrsula Vidal (Rede e PPS), Lélio Costa (PC do B), Prof. Ivanildo (PRTB), Professor Maneschy é candidato a prefeito de Belém pela coligação PARA O BEM DE BELÉM - PMDB / PP / PMB / PRB / PHS / PROS, Cleber Rabelo é candidato a prefeito de Belém pelo PSTU (Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado), Edmilson Rodrigues é candidato a prefeito de Belém pela coligação JUNTOS PELA MUDANÇA - PDT / PSOL / PPL / PV, Éder Mauro é candidato a prefeito de Belém pelo PSD (Partido Social Democrático, Zenaldo Coutinho é candidato a prefeito de Belém pela coligação UNIÃO POR UMA BELEM DO BEM - PSL / PSC / PSB / PMN / PEN / PR / PTC / PTN / PT do B / DEM / PRP / PSDC / PTB / SD / PSDB. Enquanto para vereadores teremos 819 candidatos disputando 35 vagas da Câmara Municipal, de Belém.


No Pará, as principais oligarquias estão disputando com diversos candidatos. O PSDB que governa o Estado por 20 anos, tem como candidato o atual Prefeito de Belém. Apesar da propaganda dos tucanos mostrar uma realidade, na verdade está se encontra distante vivida pelo moradores da capital do Estado, gastando milhões dos cofres públicos, tentando passar a imagem que, tanto o Estado, quanto a cidade vai bem. Ao longo desses anos, os governos tucanos, se omitiram quanto algumas questões importantes para a sociedade, como a juventude que é vítima dos homicídios, principalmente, os negros, os pobres e de baixa escolaridade.


Na educação, as unidades escolares estão sendo assaltadas a qualquer hora comprovando o grau de insegurança e violência contra os estudantes do ensino básico. A situação dos órgãos públicos estaduais é precária, mostrando que as unidades escolares não recebem investimentos adequados, piorando no Estado e em Belém. Estas são algumas realidades do Estado do Pará e do município de Belém, que são governadas pelos tucanos.



O blogueiro entende que é necessário fortalecer a luta por uma sociedade digna e justa, mesmo com uma conjuntura desfavorável aos trabalhadores, com um governo golpista, onde foi retirada a Presidente eleita democraticamente, Dilma Rousseff. Vamos para as urnas votar nos candidatos progressistas e não aos que defendem a política neoliberal. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário