Estatística

Codigo contadorweb.com ver. 5.3 -->

sábado, 20 de agosto de 2016

República Temerária




Nestes tempos de República Temerária, estamos percebendo que Temer lidera o grupo que quebra a fase mais importante da História do Brasil, que é o ciclo democrático do país, além de usurpar desde que assumiu o cargo, através de manobras, com apoio da mídia tradicional, justiça e parlamentares, que começou em 12 de maio, dos direitos adquiridos dos trabalhadores e trabalhadores.



Como estratégia para a América Latina, como temos visto em outros momentos, esse golpe em nosso país, faz parte dos avanços e crescimentos dos governos democráticos que o grande capital não se conforma, articulado pelas grandes empresas norte americanas, que tinham interesses na queda de Dilma Rousseff. Não é pra menos, que muito dinheiro veio por trás dos objetivos do golpe.



O Cenário político é caótico para a população brasileira, à beira de um Golpe de Estado, diante do Governo Dilma, eleita democraticamente nas urnas, com mais de 54 milhões votos, perpetrado por grupos conservadores, corruptos, fascista e inelegível que não se conformam de ter perdidos eleições para o maior cargo político do país. Neste cenário, temos alguns fatores influentes como, as riquezas do Brasil, direitos dos trabalhadores e sociais, que beneficiavam parte significativa dos mais carentes entre outros.



A República Temerária continua com sua meta, onde políticas sociais mínimas estão sendo desconstruídas de formas gradativas, colocando em andamento a aprovação de pautas, cujos conteúdos vão ao encontro e interesses de uma elite, que o governo representa, deixando de lado outros seguimentos da população. Por exemplo, esse governo temerário e interino cortou 45% dos investimentos em universidades, assim como bolsas de estudos dos estudantes no exterior. Que compromissos esse grupo tem com o desenvolvimento de um país? Triste!



Sabemos que a medida que se aproxima a votação final do golpe disfarçado de impeachment, o governo temerário endurece ainda mais as medidas que inviabilizam um país, minimamente, desenvolvido e com justiça social.




Diante de tal situação, a necessidade da reação da população será massiva em Brasília, a partir do dia 25 de agosto. A sociedade ciente da última votação, no Senado, sabe de sua participação para impedir mais um golpe no país e mandar sair os golpistas da República Temerária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário