Estatística

Codigo contadorweb.com ver. 5.3 -->

sábado, 17 de dezembro de 2016

Comunidades dos interioriores solicitam continuidade do SOME nas localidades






Na quinta feira que passou, diversas comunidades de vários municípios realizaram um grande ato na Secretaria Estadual dr Educação - Seduc, com mais de 200 pessoas, de diversas categorias, como os professores, pais de alunos, parlamentares, alunos e movimentos sociais.






O ato realizado, tinha como foco a continuidade do Sistema de Organização Modular de Ensino - SOME, programa oferecido de ensino médio pelo Estado para 465 localidades, em 98 municípios do Estado, com 1117 professores e 38 mil alunos matriculados, atualmente.






Com a chegada significativa de pessoas no prédio da Seduc, principalmente,  oriundos do município de Abaetetuba, os assessores da secretaria se sentiram acuados pela pressão dos representantes do movimento, já que a Secretaria Estadual e seu adjunto não se encontravam. Pela manhã, uma comissão se reuniu com a coordenadora de matriculas, onde foi enfatizado a não realização da pré matricula para os alunos egressos do 9º ano do ensino fundamental e da 4ª Etapa da Educação de Jovens e Adultos - EJA, para o SOME. Segundo a coordenadora, não há matricula para o Some, e sim, para o Regular. Os alunos do Regular são migrados para o Some, após o ano letivo, incluindo a reposição.  







A comissão conseguiu, após pressionar os assessores, uma audiência pela parte da tarde, com a presença da Secretaria Estadual de Educação, Diretora do Ensino Médio e Profissional e Coordenador Geral do Some, para 15 horas. 






Durante a reunião com os representantes do governo tucano, a comissão que representava o ato, cobrou da Seduc, a matrícula do 6º ano do ensino fundamental e 1º ano do ensino médio,o convênio com as prefeituras, permanência do Some nas 465 localidades.entre outros pontos, como transporte escolar, casa dos professores, condições de trabalho entre outros.






Durante a reunião foi acordado que haverá estudos pelo grupo de trabalho -GT entre governo e Sintepp, que terá 30 dias, após publicação no Diário Oficial - DO, oficializando os membros, através de portaria. Com estes dados coletados é que servirá de base para definição da estrutura e funcionamento do Some para 2017. 






Quanto ao convênio, a Seduc ficou de conversar com os prefeitos eleitos, que tomarão posse no dia 1º de janeiro.






Ontem, sentou um grupo de educadores do Some, na sede do Sintepp Estadual, para avaliar o ato de quinta e fazer alguns encaminhados nos rumos do movimento em prol dessa política pública que proporciona o ensino médio para juventude camponesa. 






Resumindo as orientações para a categoria: Todas as equipes de educadores devem reunir com as comunidades para informar, debater e mobilizá-las em defesa do Some; Constituir em cada município um grupo de trabalho com ampla representação; organizar a participação dos professores em nossa plenária estadual e realizar levantamento por município sobre o funcionamento do ensino regular nas áreas rurais.





Agenda dos educadores do SOME:

Dia 23/12/2016 - Audiência na Casa Civil,

Dia 21/01/2017 - Plenária Estadual do Some (Auditório do Sintepp às 8 hrs),

Dia 14/02/2017 -Audiência na Seduc



Fonte: Sintepp.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário